Artigo – Um resultado prático da eficácia da Pedagogia Logosófica – Aprendendo e ensinando a ser docente de si mesmo

Artigo – Um resultado prático da eficácia da Pedagogia Logosófica – Aprendendo e ensinando a ser docente de si mesmo

Autora: Vera Fulgêncio Murta – Docente do Colégio Logosófico

Um dos pilares da Pedagogia Logosófica, o conhecimento de si mesmo, estimula o docente a aprender, ao mesmo tempo em que ensina. Esse conhecimento tem possibilitado que eu identifique deficiências psicológicas que afetam minha evolução consciente e, consequentemente, a prática docente. Desta forma fui e vou vivendo ao longo de minha vida, como docente do Colégio Logosófico, experiências que me têm levado ao conhecimento de mim mesma.

Como minha área de trabalho é na biblioteca e ela atende a todo o Colégio, convivo e presto serviços a todas as áreas: técnicas, administrativas, docentes, pais e principalmente crianças e adolescentes. Vivo situações diferentes e diversas a todo momento: uma reclamação aqui, uma reação de um usuário num momento ali e, quase que imediatamente depois, um abraço apertado de uma criança; a identificação de um erro e uma manifestação de carinho de um funcionário, de um docente. Às vezes, uma resposta agressiva ou debochada de um adolescente. Mas tudo isso favorece em mim a compreensão de que estou lidando com seres humanos; uns em formação, outros em momentos diversificados de sua lida no trabalho. Enfim, saber, a todo momento, lidar com meus pensamentos e sentimentos é algo desafiador e ao mesmo tempo muito enriquecedor; é uma oportunidade diária para conhecer a mim mesma, para enxergar a minha realidade interna e, assim, ter melhores condições de trabalhar para ser um ser humano melhor e, por conseguinte, edificar dentro de mim bases mais sólidas para ajudar esses seres humanos tão especiais, que conheço há tanto tempo, a quem tenho o dever, mais pelo exemplo que pela palavra, de ensinar-lhes a estar atentos à própria conduta, para que o ambiente do Colégio seja o que é, cheio de alegria, disposição, colaboração e muita luta para contribuir na formação de um mundo melhor.

Ser docente de mim mesma é algo que a Pedagogia Logosófica vem ensinando-me a fazer, o que, em alguns casos e momentos, já faço de forma natural, em razão de já ter incorporado em minha vida interna o elemento que ela evidenciou à minha razão e sensibilidade. Hoje, faz parte de meu dia-a-dia estar atenta ao meu interno. Esforço-me, diuturnamente, nesse sentido, mesmo que não consiga dominar, muitas vezes, o que ele me apresenta.

Com as crianças tenho oportunidades de viver claras e instantâneas experiências de mudanças internas e ao mesmo tempo, pelo que já aprendi, as de oferecer-lhes, de forma consciente, elementos que poderão ajudá-las a, por si mesmas, corrigir suas atuações, aprendendo o que até ali não haviam aprendido ou aprendido bem. Há momentos em que preciso ser enérgica e até falar um pouco mais alto, mas, logo a seguir e com suavidade, ser capaz de contar uma história. Com elas, tenho a oportunidade, enfim, de usar recursos docentes aprendidos com a Pedagogia Logosofia, como, por exemplo, sem nada lhes falar diretamente, introduzir na história que eu estiver contando, algo que ajude a criança a modificar uma conduta, pelo só fato de dar seu nome a um personagem ou chamar sua atenção para o que vai acontecer em seguida.

Aprendo, assim, a avaliar a parte de sucesso e fracasso que me corresponde em cada situação, deixando de colocar nos demais ou no acaso a responsabilidade pelo que ocorre, pelo que me acontece de bom ou ruim. Não é tarefa fácil, mas estou ativa frente ao desafio de fazê-la de forma estimulante e verdadeira.
Trabalhar com as pessoas é algo ao mesmo tempo desafiante e maravilhoso! É saber ouvir e esperar o momento certo para atuar, para levar um elemento; é saber ouvir e reconhecer os próprios erros e movimentar-se internamente em busca da superação de mim mesma. É saber ouvir e compreender que uma palavra forte dirigida a você tem origem no desconhecimento do real, na falta de conhecimento dos pensamentos e na falta de controle sobre as próprias reações.

Trabalhar no Colégio Logosófico é aprender a ser consciente do meu papel como docente de mim mesma, ao mesmo tempo em que sou docente das pessoas que me cercam, podendo, assim, ser colaboradora na edificação de um mundo melhor!

Share this Post: Facebook Twitter Pinterest Google Plus StumbleUpon Reddit RSS Email

Comments